Você está aqui: Página Inicial / Assuntos Acadêmicos / Transferência Interna

Transferência Interna de Curso, Turno, Câmpus ou Polo de EaD

PROCEDIMENTOS PARA TRANSFERÊNCIA INTERNA

  • A solicitação pode ser efetuada independentemente da existência de vaga inicial no curso, turno, câmpus ou polo de EaD.
  • A solicitação deve ser efetuada para um único curso, turno, câmpus ou polo de EaD e permitida uma única vez.
  • Os pedidos de transferência interna serão analisados e classificados inicialmente de acordo com a seguinte ordem de preferência:

      1. turno;

      2. câmpus/polo de EAD;

      3. curso.

  • No processo de seleção e classificação para a ocupação de vagas referentes ao processo de Transferência Interna de Curso, Turno, Câmpus ou Polo de EaD são utilizados, pela ordem, os seguintes critérios de prioridade:
      1. alunos matriculados na série a que se refere a vaga e que estejam livres de reprovações ao longo de seu curso;
      2. alunos com matrícula trancada na série a que se refere a vaga e que estejam livres de reprovações ao longo de seu curso;
      3. alunos matriculados na série a que se refere a vaga, com reprovação em alguma disciplina do seu curso;
      4. alunos com matrícula trancada na série a que se refere a vaga, com reprovação em alguma disciplina do seu curso.
  • Utilizados os critérios de prioridades estabelecidos no item anterior, se houver empate entre os candidatos, aplicam-se, pela ordem, os seguintes:
      1. maior média aritmética das notas obtidas em todas as disciplinas das séries cursadas, incluindo as reprovações;
      2. maior carga horária de disciplinas extra-curriculares cumpridas na instituição, durante o seu curso;
      3. maior carga horária cumprida de Atividades Acadêmicas Complementares, efetivamente lançadas no histórico escolar;
      4. melhor classificação no processo seletivo para ingresso no ensino superior.
  • Constatada a impossibilidade de conclusão do curso no prazo máximo estabelecido para a integralização curricular, calculado com a verificação do ano de realização do concurso vestibular do aluno para ingresso no curso de origem e o prazo máximo para integralização curricular do curso de destino, a solicitação é indeferida.
  • No processo de seleção e classificação para a ocupação de vagas referentes ao processo de Transferência Interna de Curso são utilizados, pela ordem, os seguintes critérios:
      1. maior média aritmética das notas obtidas em todos os componentes curriculares cursados no curso de origem, incluindo as reprovações;
      2. menor número de componentes curriculares a cumprir para a integralização curricular, considerando a seriação estabelecida pelo currículo do curso de destino;
       3. menor número de reprovações, no curso de origem, levando-se em conta os históricos escolares analisados.

Regulamentação:
Resolução nº 051-A/2002-CEP
- Aprova normas para os processos de transferência interna de turno ou de câmpus, transferência interna de curso e permuta de turno ou de câmpus na Universidade Estadual de Maringá.

Verifique os prazos para solicitação: Calendário Acadêmico

 

Relacionados
TRANSFERÊNCIA INTERNA 2018 - RESULTADO
TRANSFERÊNCIA INTERNA 2018 - INDEFERIMENTO LIMINAR
TRANSFERÊNCIA INTERNA 2018 - VAGAS E PROCEDIMENTOS
TRANSFERÊNCIA INTERNA 2017 - RESULTADO
TRANSFERÊNCIA INTERNA 2017 - VAGAS E PROCEDIMENTOS
TRANSFERÊNCIA INTERNA 2017 - INDEFERIMENTO LIMINAR
TRANSFERÊNCIA INTERNA 2017 - RESOLUÇÕES DE RECONSIDERAÇÃO
TRANSFERÊNCIA INTERNA 2017 - RESULTADO DE RECONSIDERAÇÃO